20 de abril de 2015
Romã que colhi no pé carregado e o delicioso  Garnacha Blanca da Bodega Mayol

Romã que colhi no pé carregado e o delicioso Garnacha Blanca da Bodega Mayol

Mendoza é o lar de diversas vinícolas imensas, multinacionais, famosas e que produzem milhares de garrafas de centenas de rótulos – alguns bons, outros nem tanto. A estrutura dessas empresas é tecnologicamente invejável. Os prédios em que são construídas, impressionantes. E eu não poderia me importar menos com isso.

Parrilla para o almoço na Huentala Wines

Parrilla para o almoço na Huentala Wines

Há algum tempo venho me interessando mais e mais por produções familiares, orgânicas e/ou biodinâmicas porque me aterroriza a quantidade de químicos nocivos que temos comido e bebido nas últimas décadas, na maior parte das vezes sem mesmo nor darmos conta.

Belas, orgânicas, doces

Belas, orgânicas, doces

Não bastasse o Brasil ser o maior consumidor mundial de agrotóxico, pouquíssimo se fala de todo o lixo que pode, legalmente, ser colocado em nossos alimentos e no vinho, para “corrigi-lo”. Ou seja: além de plantar a uva com quantidades exorbitantes de pesticida, ainda é permitido o uso de cerca de cinquenta aditivos que incluem antociano em pó pra dar cor, glicerina para dar corpo, arsênico, metanol… E não pense que são apenas os baratinhos, não. Uma taça de vinho tinto ao dia já não parece mais tão saudável, a menos que você saiba O QUE há dentro do vinho que está tomando.

Colheita manual da uva: trabalho pesado mas que resulta em frutas perfeitas para o início da fabricação do vinho

Colheita manual da uva: trabalho pesado mas que resulta em frutas perfeitas para o início da fabricação do vinho

Por tudo isso foi tão interessante a visita a pequenos produtores em Mendoza, muitos deles orgânicos certificados ou orgânicos sem certificação – como no Brasil, o processo para obter o selo na Argentina é demorado e caro. Porque informação é o maior poder que se pode ter.

Flan de doce de leite do almoço na Huentala Wines

Flan de doce de leite do almoço na Huentala Wines

O belo roteiro foi montado pela rede de wine bars Los Mendozitos  criada pelo jornalista André Fischer, o publicitário Danilo Janjacomo e pelo mendocino Ariel Kogan. Batizado de Mendoza con Nosotros, estará à venda no segundo semestre de 2015 para quem quiser conhecer essas pequenas jóias argentinas.

Uvas e azeitonas crescendo juntas - assim permanecerão nas mesas de muita gente na forma de azeite e vinho. Na Bodega Cecchin

Uvas e azeitonas crescendo juntas – assim permanecerão nas mesas de muita gente na forma de azeite e vinho. Na Bodega Cecchin

Os sócios dos Los Mendozitos – hoje possuem 8 veículos que circulam em eventos por São Paulo (interior e litoral), Rio de Janeiro e Curitiba – fazem um belo trabalho de prospecção de pequenos vinicultores da região. Trazem para o Brasil bons rótulos, geralmente desconhecidos por aqui, a preços bacanas e ainda estimulam o negócio de gente que trata a bebida com amor, assim como a terra e natureza, caso da Família Cecchin.

As melhores empanadas que comi na vida foram servidas no almoço na Bodega Cecchin

As melhores empanadas que comi na vida foram servidas no almoço na Bodega Cecchin

Alberto Cecchin é um homem especial, quase um E.T. no se que refere a paixão pela terra, comprometimento com a cadeia de produção e respeito pelo que oferece a seus consumidores. Terceira geração da família a cultivar vinhedos na região de Maipú, e pioneiro em produção de vinhos orgânicos na área, Alberto fala com orgulho sobre jamais ter colocado um grama de agrotóxico no solo. Sobre como suas uvas e azeitonas são transformadas em vinhos e azeites sem serem “corrigidas” por químicos.

Sobre como somos o que comemos e seremos o que fazemos ao mundo a nossa volta.

Mesa de almoço e vista de parte da belíssima propriedade da Huentala Wines

Mesa de almoço e vista de parte da belíssima propriedade da Huentala Wines

“Uma fruta bem cuidada, nem nutrida, equilibrada, produz bons derivados. Mas muitos acham mais fácil usar agrotóxicos, enfraquecer a terra, empobrecer a fruta e depois acertar tudo com dezenas de aditivos”, diz. “Pode ser mais fácil, mas não é sustentável e nem moral”.

Os lindos Malbec orgânicos e sem sulfito da Bodega Cecchin

Os lindos Malbec orgânicos e sem sulfito da Bodega Cecchin

Além da beleza de passear pela fazenda, é delicioso  almoçar na Bodega Cecchin, ao ar livre, perto das  videiras. Comida simples e saborosa – e as  melhores empadas de carne que já provei. Isso sem falar no pudim de leite com laranja  e em seu Malbec sem sulfito. Ímpar, a fruta brilha como nunca vi.
O FLAN de doce de leite da Bodega Cecchin: para arrematar um delicioso almoço

O FLAN de doce de leite da Bodega Cecchin: para arrematar um delicioso almoço

Com reserva antecipada, a Cecchin oferece aula de de cozinha para grupos. Você colhe o que for possível, prepara, põe a mesa, abre o vinho e… é feliz.

Vinhedos sem fim da Huentala Wines, produtora do vinho Amansado

Vinhedos sem fim da Huentala Wines, produtora do vinho Amansado

A Família Mayol, em Tupungato, também produz vinhos orgânicos, porém sem selo: de acordo com o proprietário e wine maker, Matias Mayol, o valor a ser pago pelo selo é absurdamente alto e impactaria no preço final do vinho.

Telas para proteção dos vinhedos contra granizo, algo bem comum na região de Mendoza

Telas para proteção dos vinhedos contra granizo, algo bem comum na região de Mendoza

A caminho da produção orgânica e já usando a menor quantidade de químicos possível está a Huentala Wines, vinícola de propriedade da família detentora da marca Sheraton na Argentina.

Alfajor artesanal recheado com doce de marmelo e massa folhada com creme de abóbora na Bodega Mayol

Alfajor artesanal recheado com doce de marmelo e massa folhada com creme de abóbora na Bodega Mayol

Cercados por montanhas – que, no inverno, cobrem-se de neve -, os vinhedos da Huentala abrigam uma linda construção na qual funciona o restaurante e pousada. “Pousada” é modo de dizer: são apenas dois quartos imersos na natureza, no silêncio e na paz de espírito. Mas você pode agendar seu almoço por lá e provar os primeiros vinhos 100% Malbec da marca, lançados neste mês e assinados anualmente por um grande wine maker do mundo.

Almoço entre os vinhedor orgânicos da Cecchin: não saia de Mendoza sem fazer esse programa

Almoço entre os vinhedor orgânicos da Cecchin: não saia de Mendoza sem fazer esse programa

Foram apenas 3 dias em Mendoza mas o suficiente para notar que há muito mais para ver, aprender e beber.

Cenário pós-colheira

Cenário pós-colheita

Se você, como eu, se empolgar e trouxer na mala todo o vinho (no meu caso, natural) que puder, aviso: brasileiros podem despachar apenas 20 quilos no aeroporto, o que não dá nem 10 garrafas…