4 de Março de 2012

Da esq. para a dir.: Sanduíche de pastrami da Katz's DelI; Boudin Basque, embutido de sangue e carnes de cabeça de porco no DBGB; Bolo de limão com mousse de Grand Manier e sorvete de amêndoas torradas do Gramercy Tavern; melhor burger ever do The Breslin

Cheguei em Nova York na quinta passada com uma lista imensa de restaurantes reservados. Dicas de amigos, chefs e muita fuçada na internet. Estes aqui são os primeiros quatro imperdíveis: DBGB, Gramercy Tavern, Katz’s Deli e The Breslin. Você verá que eu ou escrever bem menos que o normal nestes posts porque afinal… estou de férias!

1- DBGB

The Piggie: hambúrguer coberto por costela de porco desfiada, maionese de jalapeño em pão de cheddar com mostarda e vinagre do DBGB

Endereço mais casual do grande chef Daniel Boulud. Boa parte do menu é dedicada aos embutidos caseiros, deliciosos. Não deixe de provar o Boudin Basque, embutido feito de sangue e carnes de cabeça de porco acompanhados por purê de cebolinha.

Da esq. para a dir.: Salão do DBGB; linguiça de cordeiro com menta em caldo de arroz com ervilhas; Cheesecake Meyer de limão com crosta de pistache, creme de ricota e sorbet de limão

Pães irretocáveis e um cheesecake de limão de leveza ímpar. Mas o que faz gemer é o The Piggie, imenso hambúrguer coberto por costelinha de porco desfiada e barbecue caseiro, acompanhado de maionese de jalapeño em pão caseiro de cheddar com vinagre de mostarda. Gasto médio de  50 dólares por pessoa. Faça reserva.

2- Katz’s Deli

O famoso e imenso sanduíche de pastrami da Katz's Deli

Ali, em uma das mesas do salão imenso, barulhento e lotado, Sally gemeu. As duas estrelas da casa mundialmente famosa são os sanduíches de pastrami – lindo, quente, vermelho, macio de desmanchar só de olhar- e de rosbife – frio, beeeeem vermelho e acompanhado de mostarda. Imensos, matam a fome de, sei lá, metade de um time de basquete (exagero, mas são mesmo grandes).

Da esq. para a dir.: Salão da Katz's Deli; sanduíche de pastrami; o imenso sanduíche de rosbife

Gasto médio de 20 dólares por pessoa (sem sobremesa). Não aceita reserva.

3- Gramercy Tavern

Gramercy Tavern: lombo e barriga de porco com cebolas caramelizadas, batatas assadas e molho de ameixa

Comida de bater a cabeça na parede de boa. Mesmo. A casa do chef Michael Anthony foca em menus sazonais e pratos com ingredientes orgânicos e imensamente saborosos. A casa é bem badalada, com muita gente com grana e bem vestida em um ambiente chique porém tranquilo. No jantar, existem três menus: o do chef (88 dólares por pessoa com entrada, prato principal, petit fours e sobremesa), Vegetariano (98 dólares) e o sazonal (116 dólares). Há também um ambiente de bar que serve aperitivos e entradas, mas vale demais a pena focar no jantar completo. Provei um sensacional papardelle com ragu de cordeiro, além de um badejo que praticamente nadava de tão fresco.

Da esq. para a dir.: papardelle caseiro com ragu de cordeiro; badejo com espaguetti de abóbora, amêndoas e molho de cereja; lemon pound cake com mousse de Grand Marnier e sorvete de amêndoas torradas; salão do Gramercy Tavern; bolo de cenoura com sorvete de pecã

Ótimos drinques. Gasto médio de 110 dólares por pessoa. Reserve com antecedência.

4- The Breslin

THE BEST BURGER EVER

Dentro do hotel moderninho Ace, aqui é o lar do melhor burguer que comida na vida. O MELHOR. Feito com carne de cordeiro, ele é alto, rosado por dentro, saboroso até não poder mais. Então é colocado no meio do pão caseiro incrivelmente crocante por fora e macio por dentro, coberto por quantidade ideal de ótimo feta e pedaços de cebola roxa. Acompanhando, maionese de cominho e as fritas mais perfeitas do universo: gordas, macias e com crocância extrasensorial.

Bons drinques do The Breslin; salão; "sanduíche" frito de pasta de amendoim e banana com massa regada a bourbon

Foi eleito o melhor brunch de NY por várias revistas americanas. Gasto médio de 45 dólares por pessoa. Não aceita reservas.

As fotos deste post foram tiradas com uma Sony NEX-C3K