6 de agosto de 2017

Roberta Sudbrack: a chef será responsável pela gastronomia do Hotel Arpoador, no Rio

Em janeiro deste ano, uma das chefs mais respeitadas do país, Roberta Sudbrack, fechou seu restaurante de alta gastronomia no Rio de Janeiro, o RS: “Os chefs transformaram a alta gastronomia em algo cansativo, e eu me incluo nisso. Evoluímos enormemente na cozinha mas esquecemos de trazer a brasilidade para o serviço. O ritual ficou muito chato”. A notícia pegou muita gente de surpresa, especialmente aqueles que veem estrelas Michelin como a única medida de sucesso: ela possuía uma e isso não deteve sua decisão.

Projeto de renovação do Hotel Arpoador

Em entrevista a mim, em fevereiro, Roberta desabafou: “Com todo respeito ao Michelin, abrir mão dessa estrela foi o que menos doeu. O que mais doeu foi tirar minha cozinha do lugar. Não fechei só um restaurante, fechei um lugar que tem importância pra mim e também para a gastronomia brasileira”.

Quais serão os próximos passos da chef? Segunda ela mesma: “Quero coisas que me conectem profundamente com o que penso ser a essência do cozinheiro: fazer feliz para ser feliz”. Essa felicidade inclui seu novo restaurante, a ser inaugurado em breve no Jardim Botânico – bem diferente do RS, contará com um grande forno a lenha integrado ao salão e comida afetiva – e a curadoria gastronômica e assinatura do menu do restaurante do Hotel Arpoador, que passa por grande remodelação e será reaberto em novembro. 

Após remodelação, Hotel Arpoador terá gastronomia sob comando da chef Roberta Sudbrack

A pegada do cardápio do Arpoador fica clara nas palavras da chef: “Comida fresca, simples e descontraída – com o mar como ponto central -, que envolva serviço de quarto, bar, café da manhã, praia, piscina, almoço, jantar e hospitalidade“.

Por que, mesmo com tantos convites ao longo da carreira para assumir restaurantes de hotéis, aceitou este específico? “O Arpoador é um ícone carioca, um hotel intimista, de gestão familiar extremante preocupada com conceito e  qualidade. Para mim, veio no momento certo, no qual queria me expressar com mais liberdade mas em conexão com a qualidade, a excelência e os ingredientes brasileiros, que sempre foram alicerces do meu trabalho. A curadoria é uma oportunidade de fazer coisas que eu sempre acreditei, mas em outros formatos.”