29 de setembro de 2017

Excelente tostada de abacate, queijo de cabra, molho de limão, mini rúcula e coentro do novo Factório

No novo Factório, na Rua Amauri, é possível comer Terrine quente de acém e rabo acompanhado de purê de cenoura (R$ 52) às oito da manhã, tapioca com caciocavallo e abobrinha (R$ 18) às três da tarde ou Croque Monsieur (R$ 21; madame, R$ 24) acompanhado por Bloody Mary às onze da noite. O menu inteiro é servido o dia todo. Isso poderia ser apenas curioso e inusitado se não fosse algo essencial: a comida é boa e tem ótimo custo-benefício.

Uma das opções vegetarianas de pequenos pratos do Factório: salada morna de cevadinha, repolho, couve flor assada e cogumelos (R$ 16, com ou sem pedaços de linguiça)

A ideia do empreendimento criado pelos sócios João Paulo Diniz, Ricardo Trevisani e Renato Calixto é mesmo ser um restaurante/café/bar no qual os clientes possam ir a qualquer hora. O espaço, de decoração estilo industrial, presta-se tanto para um desjejum rápido quanto para almoço de trabalho e reuniões no meio do dia como para um drink pós-jantar com amigos.

Ambiente do novo Factório, na Rua Amauri

O menu segue uma proposta democrática: criado pelo jovem chef Gabriel Vidolin (que fechou seu restaurante Leão Vermelho, em São João da Boa Vista, para assumir a empreitada), reúne receitas carnívoras, veganas e vegetarianas equilibradas e criativas. Há também preocupação em usar o máximo possível de insumos orgânicos e sazonais (me dá uma certa alegria encontrar folhas de beterraba compondo saladas servidas em restaurantes) e produzir os próprios pães (corretos) e sorvetes (precisam encontrar a dosagem certa de açúcar que, hoje, ainda é alta).

ATUALIZADO EM 16/10: Gabriel Vidolin desligou-se da casa

shakshuka do Factório: ovo pochê sobre molho adocicado de tomate e cebolas confitadas

A seção de café da manhã inclui excelentes sucos – como os de tangerina, amora e manjericão e de cupuaçu, manga, erva doce (R$ 12, cada) – pão na chapa (R$ 8), cafétapioca com caciocavallo e abobrinha (R$ 18), ótima tostada de abacate, queijo de cabra, molho de limão, mini rúcula e coentro (R$ 16), bolo de coco com castanha do pará (R$ 14), pão com ovo (R$ 11) e Croque Monsieur (R$ 21; madame, R$ 24). O shakshuka, receita do oriente médio que vem ganhando espaço em São Paulo, traz ovo pochê perfeito sobre molho adocicado de tomate e cebolas confitadas (R$ 1/2, R$ 12; inteiro, R$ 20)

Boa salada do Factório: folhas, pimentão assado, queijo de cabra fresco, lentilhas e cogumelos (R$ 28)

O que é descrito no cardápio como ‘pequenos pratos’ são mesmo isso: matam a fome de quem come pouco, sendo mais substanciosos do que uma entrada. Recomendo a salada de folhas, pimentão assado, queijo de cabra fresco, lentilhas e cogumelos (R$ 28) e a salada morna de cevadinha, repolho, couve flor assada e cogumelos (R$ 16, com ou sem pedaços de linguiça).

Costela de porco com molho de especiarias, purê de couve flor, ervilha torta e cenoura do Factório

Entre os principais, abacate na brasa com amaranto, mandioquinha e tomate assado (R$ 38), Terrine quente de acém e rabo acompanhado de purê de cenoura (R$ 52), suculenta Costela de porco com molho de especiarias, purê de couve flor, ervilha torta e cenoura (R$ 48) e panelinha de arroz de cordeiro (R$ 52).

Excelente arroz de cordeiro do Factório

No almoço, excelente bufê a R$ 59.

Os sorvetes e sorbets do Factório, assim como os pães, são produzidos na casa

Taí um local cuja a entrega está a altura do conceito (o que é, convenhamos, bem difícil de se ver).

Factório Endereço Rua Amauri, 244, Jardim Europa. São Paulo Preço $$$$$ Telefone 3079 7246 Site http://www.instagram.com/factoriosp Facebook http://factoriosp.com.br/