30 de Janeiro de 2018

Marca registrada do Miya, a tostada de atum com maionese de wasabi e salada de algas está no menu do Extásia

Alguns restaurantes, quando fecham, causam em mim uma certa tristeza, um vazio nos meus lugares prediletos. Foi o caso do Miya, que encerrou as atividades em junho de 2017. Há anos sou fã da comida asiática moderna e criativa do chef Flavio Miyamura. Pois agora dá para matar a saudade de suas receitas no novo Extásia. O restaurante funciona no andar superior de uma das unidades da importadora de vinhos Grand Cru e tem Flavio como chef executivo (também responsável pelas outras casas do Grupo Bacobuquê).

Excelente sanduíche de brisket braseado, rúcula, kimchi e chips de tubérculos (R$ 29)

Frescor vegetariano no Extásia: Salada de abobrinha crua em lâminas, vinagrete de tangerina, queijo de cabra e amêndoas tostadas

Não é o mesmo que o Miya, claro. O Extásia (mistura das palavras êxtase e Ásia…) tem outro perfil de público e fica numa área bem diferente da cidade, o que força a inclusão de pratos cujos ingredientes não me atraem nem um pouco – caso do salmão com quinoa e frutas secas (R$ 72) e do filé mignon com tubérculos (R$ 68) – mas que vendem bem. Mesmo com certas amarras, Flavio fez algo muito interessante no Extásia: construiu a maior parte do cardápio com pratos para serem compartilhados, o que incentiva a troca de experiências e torna a refeição mais divertida e menos formal.

Meu prato favorito no Extásia, com cardápio criado pelo chef Flavio Miyamura: cogumelos erynghi empanadoc e fritoc, servidoc com molho tonkatsu e creme de berinjela defumada

E são eles, os pratos para compartilhar, o melhor do Extásia. Meu preferido foram os gordos cogumelos erynghi empanados e fritos, servidos com creme de berinjela defumada e regados levemente com molho tonkatsu (R$ 33): umami puro. Crocante por fora e cremosos no interior, os tubérculos assados e acompanhados por maionese de kimchi são viciantes (R$ 22). Ambos vão muito bem com uma taça/garrafa de vinho branco…

Detalhe do salão do Extásia, na Vila Nova Conceição

Rolinho de papel de arroz com bifum, legumes, camarões e molho cítrico (R$ 15) do novo Extásia

Sutil e saborosa, a Salada de abobrinha crua em lâminas, queijo de cabra e amêndoas tostadas é finalizada com aromático vinagrete de tangerina (R$ 19). Seguindo na linha dos sabores mais leves, há também o rolinho de papel de arroz com bifum, legumes e camarões, acompanhado por molho cítrico (R$ 15).

Ótimo trio de tubérculos assados, servidos com maionese de kimchi, do Extásia

As Tostadas de milho com atum marinado, maionese de wasabi e salada de algas (R$ 48), um dos pratos mais famosos do Miya foi levado ao Extásia. Ainda bem. Continuam deliciosas.

Pad Thai do Extásia: ficaria mais equilibrado com menos acidez

O único ponto baixo das minhas visitas ao Extásia foi o arroz de abóbora japonesa, chocolate branco e avelãs: dulçor excessivo

As sugestões de principais me pareceram bem menos interessantes, com exceção do bem feito, porém um tico ácido além da conta, Pad Thai (R$ 45). O Arroz cremoso de abóbora japonesa, chocolate branco e castanhas (R$ 58) me foi servido tão doce que mais parecia uma sobremesa (aliás, daria uma ótima sobremesa!). O Pargo cozido em cama de sal e alecrim (R$ 62) estava no ponto certo, úmido, mas sem tempero algum; nem o sedoso purê de mandioquinha e o vinagrete de shissô que compõe a receita deram graça ao pescado.

Choux de creme de gengibre do Extásia

Entre as opções de sobremesa, choux cream de creme de gengibre (R$ 19) e creme catalão de matchá (R$ 19).

Extásia Endereço Rua Diogo Jácome,, 361, Andar superior da Grand Cru, Vila Nova Conceição . São Paulo Preço $$$$$ Telefone (11) 3842-0737 Site https://www.instagram.com/extasiarestaurante/