Factório Quintal: gostoso coffee-shop-bar na loja da estilista Adriana Barra

Belo sandubão do Factório Quintal: brioche, mostarda, queijo coalho, guacamole e cebolas roxas

Metrópoles são impenetráveis, herméticas, caóticas. Nelas nos sentimos perdidos, vagando num eterno buscar do nosso lugar. Mas metrópoles também são energéticas e repletas de locais especiais à espera de serem descobertos – o novo Factório Quintal é um deles.

O jardim da loja da estilista Adriana Barra no qual fica instalado do Factório Quintal.

O Factório Quintal é o novo projeto de Renato Calixto, que fechou o Factório-elefante-branco na Rua Amauri há poucos meses (a casa, imensa, não vingou). Numa dessas coincidências da vida, encontrou a estilista e designer Adriana Barra num momento em que ela ansiava transformar sua belíssima loja nos Jardins num espaço multicultural e multifuncional. Como Adriana sempre foi apaixonada por gastronomia, o negócio estava feito.

Imperdível no Factório Quintal: mezzes feitos à partir de receitas da mãe de um dos sócios.

No jardim, espalham-se algumas mesinhas para duas pessoas e uma comunitária, ao centro, bem debaixo da palmeira. Ao lado, a sala decorada com papel de parede e tecidos da designer (à venda) abrigará também marcas de cosméticos naturais convidadas. A linda e aberta cozinha – na qual Adriana fazia alguns eventos com amigos – fica literalmente dentro da loja e é um charme só.

Fachada do Factório Quintal

O menu do Factório Quintal segue a linha vibrante da arte de Adriana, com receitas criativas/reconfortantes e insumos de qualidade. Ali, pode-se tomar café da manhã, almoçar, comer algo rápido durante a tarde e curtir drinques até às 22hs (carta criada pelo bartender Ale D’Agostino).

A cozinha e a mesa coletiva do Factório Quintal: o espaço fica dentro da loja da estilista Adriana Barra

Para o começo do dia há pão na chapa com manteiga (R$ 9), com pasta de amendoim (R$ 12) e com ovos mexidos (R$ 15); iogurte com duas coberturas à escolha (compota de entrecasca e melão e melancia, granola da casa ou frutas frescas, R$ 18) e tostadas, boa pedida para sanar uma fome moderada – não são imensas mas estão longe de serem pequenas.

Os pratos do dia custas R$ 36, cada. Aqui, denso e bem temperado curry de frango com arroz basmati.

A Regador traz bom pão de fermentação natural com queijo de cabra, fatias de pimentão assado, redução de balsâmico e folhas de beterraba (R$ 20); a Periquito é montada com queijo bourain, avocado, rúcula, vinagrete de coentro, limão e azeite (R$ 22).

A tostada Regador traz bom pão de fermentação natural com queijo de cabra, fatias de pimentão assado, redução de balsâmico e folhas de beterraba (R$ 20)

No horário do almoço há sempre duas opções de prato do dia, sendo uma vegetariana (R$ 36, cada). Provei o curry de frango com arroz basmati: suculento, farto e bem temperado, poderia apenas ser mais úmido.  Entre os sanduíches, o parrudão Branca de Neve (R$ 25) é um acerto:  mostarda, muito queijo coalho na chapa, guacamole e cebolas roxas em untuoso brioche.

A sala ao lado do jardim terá venda de peças de artesãos e cosméticos naturais escolhidos por Adriana Barra.

Não deixe de pedir os mezzes – hommus e babaganuche, tomate confit, iogurte com hortelã, pasta de pimentão e pão chato feito na casa, na hora do pedido (R$ 42) – preparados de acordo com as receitas de família de Calixto. Há uma delicadeza rara de se encontrar nas pastas, com final levemente ácido e um tanto viciante.

Bolo de banana acompanhado por morangos em calda de maçã caramelizada

Para sobremesa, vá de Bolo de banana (o cliente escolhe se quer com chocolate ou amêndoas na massa) acompanhado por morangos em calda de maçã caramelizada (R$ 16). Uma espécie de pain de epice tropicalizado, bem aromático. Acompanhe com café coado Wolf.

Comente

Seja bem-vindo, sua opinião é importante. Comentários ofensivos serão reprovados